Homicidômetro 2018



Remover vírus de pendrive – Atualizado!

A muitos anos tecnológicos atrás, cerca de 4 ou 5, era muito comum ver as pessoas usando disquetes[bb] para transportar seus dados, afinal era muito mais prático, rápido e barato armazenar dados em um disquete do que gravar um CD[bb], que era muito usado na época. Os pendrives[bb] da época possuiam pouca memória, eram muito caros, e não tão fáceis de encontrar para vender, sendo artigos de “luxo” ou de geekers.
Que tal relembrar um pouco?
Isto é um disquete[bb], tinha a módica capacidade de 1,44MB
Isto é um CD-ROM[bb] e possui a capacidade de 700MB.


E isto é um pendrive[bb], atualmente com capacidades variando de 2GB[bb] a 128GB[bb]. Existem outros com capacidade maior, mas ainda são muito caros e difíceis de encontrar na maioria das cidades.
E porque falar de tudo isso? Apenas para entender que de todas as facilidades vindas do pendrive, vieram algumas coisas não tão boas.
A primeira é a facilidade de se apagar, perder ou corromper dados de um pendrive. Já que se compararando a um CD-ROM[bb], onde uma vez gravados os arquivos, não é possível apagar ou perder arquivos, a menos que a própria mídia seja danificada. O pendrive[bb] é muito mais suscetível, pois ao plugá-lo no computador, qualquer vírus ou programa tem acesso para apagar e gravar novos arquivos.
E esta “vunerabilidade” acaba sendo explorada por pessoas mal intecionadas, que fazem vírus[bb] para infectar seu computador[bb], que irá infectar o pendrive, que irá infectar outro computador e ai continua o ciclo.
Quem utiliza o pendrive em vários computadores diferentes, como no de casa, no do serviço, no do amigo, no da lan house e tantos outros, corre um risco muito maior de infectar seu pendrive, e outros computadores, já que mesmo seu computador estando completamente seguro, não é possível garantir que os outros computadores estejam limpos de vírus.
Quem utiliza sistemas operacionais baseados em Linux[bb], ou o Mac OS[bb] não precisa se preocupar, já que estes vírus não afetam estes sistemas. Mas como a grande maioria dos computadores por ai utilizam sistemas Windows[bb] tem-se um grande problema.
Mas afinal de contas, como estes vírus funcionam? Simples, o funcionamento deles vem de algo muito usado nos CD-ROMs, chamado autoexecutar. Ao inserir um CD-ROM no computador ele é automaticamente executado, e na maioria dos casos roda o programa instalador contido nele, mas pode também conter algum vírus que é executado automaticamente. O que faz essa autoexecução é um arquivo chamado autorun.inf, que contém informações de qual programa deve ser executado ao inserir o CD-ROM.
Estes vírus criam arquivos autorun.inf no pendrive, fazendo com que ao plugar o pendrive seja executado o vírus que se aloja no computador e fica pronto para infectar outros pendrives.
Além de em muitos casos “impedir” o acesso dos arquivos do pendrive, tornando-os ocultos, e não permitindo que esta opção seja alterada no Windows[bb].
E afinal, como evitar que meu computador seja infectado? E caso seja infectado, como limpá-lo e limpar o pendrive?
Já vi muitos casos de pessoas que formataram[bb] os pendrives tentando recuperar o pendrive, mas PARE! Isto não irá resolver o problema  e você irá perder todos os arquivos.
Não é preciso formatar seu pendrive, na verdade é relativamente fácil limpar o pendrive e o computador, então vamos a luta!!!
1º Passo – Instalar e atualizar um antivírus

Ter um antivírus[bb] instalado e atualizado irá ajudar em futuras infecções e também a limpar seu computador caso esteja infectado.
Se você procurar na internet encontrará vários reviews e classificações dos melhores antivírus.
Vou recomendar a instalação do mesmo antivírus que uso em casa, que além de ser gratuíto tem se mostrado eficiente, e também está entre as primeiras posições de alguns reviews.
Baixem o Microsoft Security Essentials, clicando aqui.
Após terminar o download, instalem e atualizem ele.
Para quem gostaria de ter um antivírus de maior qualidade e segurança, teria que procurar por soluções pagas. De tantas disponíveis no mercado minha opinião pessoal é o NOD32[bb] e o Kaspersky[bb]. São antivírus com boas avaliações, e possuem também opção de comprar junto pacotes bem completos chamados Internet Security[bb].
2º Passo – Fazer uma varredura completa no computador
Após instalar e atualizar seu antivírus, é preciso fazer uma varredura completa no sistema.
Para isto, primeiro plugue o pendrive infectado no computador.
Depois abra o software e inicie uma varredura completa no sistema. Dependendo das configurações do seu computador isto pode demorar, as vezes algumas horas caso você tenha muitos arquivos no computador. Mas é importante não cancelar a verificação e evitar usar muito o computador durante o processo que deixa o processo mais lento.
Para quem usa o Microsoft Security Essentials, a opção de varredura completa é como nesta imagem abaixo.
Clique na imagem para abrir
3º Passo – Caso seu computador ainda não esteja limpo
Pode ser que mesmo após executar a varredura completa seu computador continua infectado. Vamos usar uma ferramenta que em quase todos os casos limpou meu computador  e os pendrives infectados.
A  ferramenta é chamada Combofix,e pode ser baixada clicando aqui.
Após fazer o download, execute ele. As instruções são em português e não tem muitos segredos.
Considerações finais
Após executar estes passos, tanto seu pendrive como o computador devem estar limpos.
Mas isto é um guia para casos mais gerais, e como tudo na informática evolui muito rápido, podem surgir novos tipos de vírus, e o que foi indicado aqui pode não funcionar.
Nestes casos é importante buscar informações em lugares especializados, uma boa sugestão é o fórum Linha Defensiva.
Sinceramente espero ter ajudado vocês a remover esses vírus e salvar o que vocês tem no pendrive.
Até mais.

Fonte: Blog do Junior  http://junior.mat.br/wordpress/remover-virus-de-pendrive
Share:

Nenhum comentário:

Reportágens

Últimas

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog